POR QUE INVESTIR NO SETOR IMOBILIÁRIO NO URUGUAI?

Data de publicação: 26/11/2018

De acordo com o último relatório de Inteligência Competitiva de Uruguay XXI, em 2017, o PIB do setor cresceu 2,7% em termos reais, refletindo o maior crescimento interanual dos últimos anos.

O Uruguai apresenta características ideais para a atração de investimento estrangeiro, entre elas, destaca o respeito ao estado de direito, as regras de jogo claras e um clima de negócios amigável para o investidor.

Em 2017 o país atingiu também o período mais longo de crescimento econômico da sua história, consolidando 15 anos de expansão a uma taxa média de 4,3% anual. Nesse contexto, os investidores são beneficiados também por uma lei que declara de interesse tanto o investimento nacional quanto o estrangeiro e oferece importantes incentivos fiscais.

No primeiro semestre de 2018, a atividade econômica teve um crescimento de 2,4% em termos reais e se espera que a economia uruguaia cresça entre 1,5% e 2% em 2018, acumulando 16 anos de expansão ininterrupta.

Neste favorável contexto de investimento, o PIB do setor imobiliário cresceu 2,7% em termos reais em 2017, refletindo o maior crescimento interanual dos últimos anos.

Além disso, o mercado de alugueis para moradia está em forte expansão. Em 2016 foram fechados 17.755 novos contratos de aluguel com destino a moradia, 12% a mais dos registrados no ano anterior.

Estima-se que a demanda irá continuar impulsionando o crescimento do mercado de alugueis, explicado pelo crescente número de imigrantes que solicita residência no Uruguai e pela tendência à conformação de núcleos familiares mais reduzidos.

O Uruguai implementou também políticas de inclusão financeira que promovem o acesso universal ao sistema bancário. Entre elas, existem várias medidas de promoção de poupança e de créditos para ter acesso à moradia. Especialmente, as informações sobre créditos hipotecários indicam que em junho de 2018 o número de créditos às famílias era de 2.838, 21% superior ao mesmo mês do ano passado. 

Acesse o relatório completo aqui


retorna

  • partilhar